Banner

terça-feira, 6 de setembro de 2011

terça-feira, 12 de julho de 2011

Qual é a sua profissão?




“Após a DECISÃO tomei ATITUDE para seguir a DIREÇÃO com REVOLTA e CORAGEM para alcançar a JUSTIÇA e conquistar a VITÓRIA.”
DECISÃO: Determinação; Intrepidez.
ATITUDE: Norma de proceder ou ponto de vista; Decidir-se por um ou outro parecer ou procedimento; Agir de acordo.
DIREÇÃO: Conselho; Ensino e preceitos com que se encaminha alguém.
REVOLTA: Grande indignação; Disposição interior.
CORAGEM: Bravura; Ousadia; Intrepidez; Firmeza.
JUSTIÇA: Atributo de Deus pelo qual Ele regula com igualdade todas as coisas; Ação de reconhecer os direitos de alguém a alguma coisa, de atender às suas reclamações, às suas queixas etc.
VITÓRIA: Resultado feliz, obtido a preço de certos esforços; Efeito de vencer o inimigo em batalha.

sábado, 9 de julho de 2011

Eco ou Vida?

Um filho e seu pai caminhavam pelas montanhas.

De repente o filho cai, se machuca e grita:

- Aaai!
Para sua surpresa escuta voz de repetir, em algum lugar da montanha:
- Aaai!

Curioso, pergunta:

- Quem é você?
Recebe como resposta:
- Quem é você?

Contrariado, grita:

- Seu covarde!
Escuta também:
- Seu covarde!

Olha para o pai e pergunta aflito:

- O que é isso?

O pai sorri e fala:

- Meu filho, preste atenção.

Então o pai grita em direção a montanha:

- Eu admiro você!
A voz responde:
- Eu admiro você!

De novo o homem grita:

- Você é um campeão!
A voz novamente:
- Você é um campeão!

O menino fica espantado, não entende.


Então o explica:

- As pessoas chamam isso de ECO, na verdade isso é a VIDA.
- Ela lhe dá de volta tudo o que você diz ou faz.
- Nossa vida é simplesmente o reflexo das nossas ações.
- Se você quer mais amor no mundo, crie mais amor no seu coração.
- Se você quer mais responsabilidade da sua equipe, desenvolva a sua responsabilidade.
- O mundo é somente a prova da nossa capacidade.

Tanto no plano pessoal quanto no profissional, a vida vai lhe dar de volta o que você deu a ela.


SUA VIDA NÃO É UMA COINCIDÊNCIA, É CONSEQÜÊNCIA DE VOCÊ!

terça-feira, 28 de junho de 2011

Revolta inteligente


Revolta Inteligente
Começa por um pensamento, que rápido se transforma num desejo, que velozmente dá lugar a um grito interior que nem a própria pessoa consegue silenciar: este é o “grito da Revolta”.
A revolta, nada mais é do que o desejo incontrolável, projectado por cada pessoa, de observar uma transformação profunda na sua vida. Para muitos, esta revolta termina mesmo antes de começar, pois o pensamento é banido da sua mente, o desejo abafado no seu coração e o grito sufocado na sua alma, dando origem ao desânimo constante.
Muitos vivem assim, como sombras de uma revolta que a sua vida lhes reivindica, mas que nunca terá lugar, pois falta-lhes a coragem da fé inteligente. Porém, o que muitos desconhecem é que a revolta é inevitável, mesmo a pessoal, já que a mesma é fruto do inconformismo para com a própria vida. É por isso que a revolta pode ser tanto positiva como negativa, sendo que a segunda, como é desequilibrada e nefasta, pode causar a destruição, até do próprio “revoltado”. Já a positiva tem como alvo o próprio mal, que actua na vida de muitos, fazendo com que a Mão de Deus se mova em favor da própria pessoa. Na verdade, só se revolta quem tem uma fé inteligente, pois não aceita viver o contrário do que diz a Palavra de Deus.
 As quatro características do Revoltado são as seguintes:
 

1) Ele sabe o que quer;
2) Ele sabe o que tem que ser feito, dentro e fora da igreja;
3) Ele faz;
4) E ele não desiste enquanto não conseguir.

  
Agora, o acomodado:

1) Não sabe o que quer
2) Não sabe o que tem que fazer
3) Não faz
4) E por qualquer coisa desiste. 


                                                                                      Na fé!

domingo, 26 de junho de 2011

Os timidos se escondem,os fracos desistem. "Só os revoltados fazem a diferença."



A revolta não surge à toa, do nada ou como uma boa ideia. Antes, nasce de uma reação violenta contra a injustiça sofrida.
Ao contrário dos acomodados na fé, os revoltados buscam seus direitos adquiridos na cruz com garra, determinação e ousadia.
Partem para o tudo ou nada, vida ou morte diante do Deus que havia feito promessas a Abraão,  Isaque e Israel, com juramento.
Os revoltados nutrem em si espírito de indignação da injustiça sofrida e rejeitam continuar vivendo assim. Preferem a morte.
A exemplo de Abraão que, cansado de tanto esperar, finalmente disse ao Senhor:
- Senhor Deus, que me haverás de dar, se continuo sem filhos…? Gênesis 15.2;
De Moisés, ao responder:
Se me tratas assim, mata-me de uma vez, eu Te peço, se tenho achado favor aos Teus olhos; e não me deixes ver a minha miséria. Números 11.15
De Gideão:
Se o Senhor é conosco, por que nos sobreveio tudo isto? E que é feito de todas as Suas maravilhas que nossos pais nos contaram… Juízes 6.13.
Cada um havia chegado ao limite do desespero. Não temeram por suas vidas nem de suas respectivas famílias. Era tudo ou nada.
Diante disso,  LOGO veio a resposta:
Para Abraão:
A isto respondeu LOGO o Senhor, dizendo: Não será esse o teu herdeiro; mas aquele que será gerado de ti será o teu herdeiro. Então, conduziu-o até fora e disse: Olha para os céus e conta as estrelas, se é que o podes. E lhe disse: Será assim a tua posteridade. Gênesis 15.4,5.
Para Moisés, respondeu imediatamente:
Ajunta-me setenta homens dos anciãos de Israel… Números 11.16.
Para Gideão, disse:
Vai nessa tua força e livra Israel da mão dos midianitas… Juízes 6.14.
A natureza do injustiçado é revoltada. Carrega em si ódio contra o causador das injustiças.
Fogueira Santa de Israel é para revoltados.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Parabéns Elizangela


O que seria da Cia Teatral do Estado de São Paulo se não fosse ela?
Por trás de um grande homem de Deus existe uma grande Mulher de Deus
Sabemos que se nosso Líder está firme nessa obra até hoje é porque você tem orado muito por ele, é porque naqueles momentos de dor e decepção você está do lado dele dando apoio!
Imagina o que seria do Grupo de Teatro se não existisse você pra dar bronca na gente quando a gente se atrasa, ou quando a gente está enrolando pra se trocar pra entrar na peça... rsrs Nossa ia ser uma bagunça total!
E hoje é um dia muito especial! É o seu ANIVERSÁRIO (15-06)
Nós comemoramos a sua existência dia após dia, porque o fato de você existir é realmente algo que se deve ser sempre comemorado...
Muita Felicidade, Alegria, Saúde... Muitos Anos de Vida!
E que todos os seus sonhos se realizem!
Parabéns Elizangela nós te amamos Muitooo! 

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Cia Teatral em Ribeirão Preto

Ontem (08-06) a Cia Teatral apresentou a Peça ' O Leilão de uma Alma ' na Catedral de Ribeirão Preto com o Pr Carlos Cucato.
Foram 3 horas e meia de viagem.. Mas a recompensa nos é dada ao vermos almas entregando suas vidas aos Senhor Jesus.

Cia Teatral e Pr Carlos Cucato na Catedral de Ribeirão Preto

Cia Teatral e Pr Jonas na Catedral de Ribeirão Preto

segunda-feira, 16 de maio de 2011

A Flor e a Borboleta

Certa vez um homem pediu a Deus uma flor e uma borboleta.

Mas Deus lhe deu um cacto e uma lagarta

Daí pensou: Também, com tanta gente pra atender.
 E resolveu não questionar.
Passado algum tempo, o homem foi verificar o presente que deixara esquecido. Pra sua surpresa, do espinhoso e feio cacto havia nascido a mais bela das flores e a horrível lagarta transformara-se em uma belíssima borboleta. 

Deus sempre age certo, o Seu caminho é sempre o melhor, mesmo que aos nossos olhos pareça estar dando tudo errado.

Se você pediu a Deus alguma coisa e Ele lhe deu outra... Confie!
Tenha a certeza de que Ele dá o que você precisa no momento certo! Nem sempre o que você deseja é o que você precisa!

Como Ele nunca erra na entrega dos seus pedidos, siga em frente sem murmurar ou duvidar. 
O Espinho de hoje será a flor de amanhã.

Deus Abençoe               .

terça-feira, 10 de maio de 2011

Cia Teatral na Fundação Casa de Franco da Rocha


Nós apresentamos a Peça 'O Leilão de uma Alma'



Nesse Evento tivemos a Participação da Cantora Sula Miranda


Em seguida, obreiros do Dose + Forte, entre eles, ex viciados e ex traficantes, deram seus testemunhos aos jovens da Fundação Casa.


Encerramos o Evento com Bolos, Sorvetes, Refrigerante e muita Música. 

Cia Teatral e Sula Miranda

Força Jovem, Dose + Forte, Evangelização e a Cantora Sula Miranda.
Unidos Salvando Multidões 



Everythyng - UniSant'Anna

Nós da Cia Teatral, juntamente com o Pastor Jean Madeira e a Líder do Cultura do Brasil, Obreira Fernanda, estamos com um novo projeto, o de Evangelização nas Faculdades. Na última Quinta-Feira (05-05) nós fomos à Faculdade UniSant'Anna  e Foi apresentada a Peça Everything - Um Grito de Socorro. E mais uma vez, muitas almas encontraram o Senhor Jesus.


A Morte de Jesus

ATENÇÃO:

O que você vai ler agora, é muito forte!
É uma ilustração perfeita da Morte de Jesus, das dores que Ele sentiu na Via Dolorosa. 
Esse texto é um tanto quanto longo, mas vale a pena ler até o fim! Não deixe de ler essa postagem!

VEJA O QUANTO ELE SOFREU POR VOCÊ
Relato aqui a descrição das dores de Jesus feita por um grande estudioso francês, o médico Dr. Barbet : dando a possibilidade de compreender realmente as dores de Jesus durante a sua paixão. "Eu sou um cirurgião, e dou aulas há algum tempo. Por treze anos vivi em companhia de cadáveres e durante a minha carreira estudei a fundo anatomia. Posso portanto escrever sem presunção." 

Jesus entrou em agonia no Getsemani - escreve o evangelista Lucas - orava mais intensamente. "E seu suor tornou-se como gotas de sangue a escorrer pela terra". O único evangelista que relata o fato é um médico, Lucas . E o faz com a precisão dum clínico. O suar sangue, ou "hematidrose", é um fenômeno raríssimo. Se produz em condições excepcionais: para provocá-lo é necessário uma fraqueza física, acompanhada de um abatimento moral violento causado por uma profunda emoção, por um grande medo. O terror, o susto, a angústia terrível de sentir-se carregando todos os pecados dos homens devem ter esmagado Jesus. Tal tensão extrema produz o rompimento das finíssimas veias capilares que estão sob as glândulas sudoríparas, o sangue se mistura ao suor e se concentra sobre a pele, e então escorre por todo o corpo até a terra. 
Conhecemos a farsa do processo preparado pelo Sinédrio hebraico, o envio de Jesus a Pilatos e o desempate entre o procurador romano e Herodes. Pilatos cede, e então ordena a flagelação de Jesus. Os soldados despojam Jesus e o prendem pelo pulso a uma coluna do pátio. A flagelação se efetua com tiras de couro múltiplas sobre as quais são fixadas bolinhas de chumbo e de pequenos ossos. Os carrascos devem ter sido dois, um de cada lado, e de diferente estatura. Golpeiam com chibatadas a pele, já alterada por milhões de microscópicas hemorragias do suor de sangue. A pele se dilacera e se rompe; o sangue espirra. A cada golpe Jesus reage em um sobressalto de dor. As forças se esvaem; um suor frio lhe impregna a fronte, a cabeça gira em uma vertigem de náusea, calafrios lhe correm ao longo das costas. Se não estivesse preso no alto pelos pulsos, cairia em uma poça de sangue. 
Depois o escárnio da coroação. Com longos espinhos, mais duros que aqueles da acácia, os algozes entrelaçam uma espécie de capacete e o aplicam sobre a cabeça. Os espinhos penetram no couro cabeludo fazendo-o sangrar (os cirurgiões sabem o quanto sangra o couro cabeludo). 
Pilatos, depois de ter mostrado aquele homem dilacerado à multidão feroz, o entrega para ser crucificado. Colocam sobre os ombros de Jesus o grande braço horizontal da Cruz; pesa uns cinqüenta quilos. A estaca vertical já está plantada sobre o Calvário. Jesus caminha com os pés descalços pelas ruas de terreno irregular, cheias de pedregulhos. Os soldados o puxam com as cordas. O percurso, é de cerca de 600 metros. Jesus, fatigado, arrasta um pé após o outro, freqüentemente cai sobre os joelhos. E os ombros de Jesus estão cobertos de chagas. Quando ele cai por terra, a viga lhe escapa, escorrega, e lhe esfola o dorso. 
Sobre o Calvário tem início a crucificação. Os carrascos despojam o condenado, mas a sua túnica está colada nas chagas e tirá-la é atroz. Alguma vez vocês tiraram uma atadura de gaze de uma grande chaga? Não sofreram vocês mesmos esta experiência, que muitas vezes precisa de anestesia? Podem agora vos dar conta do que se trata. Cada fio de tecido adere à carne viva: ao levarem a túnica, se laceram as terminações nervosas postas em descoberto pelas chagas. Os carrascos dão um puxão violento. Como aquela dor atroz não provoca uma síncope? 
O sangue começa a escorrer. Jesus é deitado de costas, as suas chagas se incrustam de pé e pedregulhos. Depositam-no sobre o braço horizontal da cruz. Os algozes tomam as medidas. Com uma broca, é feito um furo na madeira para facilitar a penetração dos pregos; horrível suplício! Os carrascos pegam um prego (um longo prego pontudo e quadrado), o apoiam sobre o pulso de Jesus, com um golpe certeiro de martelo o plantam e o rebatem sobre a madeira. Jesus deve ter contraído o rosto assustadoramente. No mesmo instante o seu pólice, com um movimento violento se posicionou opostamente na palma da mão; o nervo mediano foi lesado. Pode-se imaginar aquilo que Jesus deve ter provado; uma dor lancinante, agudíssima, que se difundiu pelos dedos, e espalhou-se, como uma língua de fogo, pelos ombros, lhe atingindo o cérebro. Uma dor mais insuportável que um homem possa provar, ou seja, aquela produzida pela lesão dos grandes troncos nervosos. De sólido provoca uma síncope e faz perder a consciência. Em Jesus não. Pelo menos se o nervo tivesse sido cortado! 
Ao contrário (constata-se experimentalmente com freqüência) o nervo foi destruído só em parte: a lesão do tronco nervoso permanece em contato com o prego: quando o corpo for suspenso na cruz, o nervo se esticará fortemente como uma corda de violino esticada sobre a cravelha. A cada solavanco, a cada movimento, vibrará despertando dores dilacerantes. Um suplício que durará três horas. 
O carrasco e seu ajudante empunham a extremidade da trava; elevam Jesus, colocando-o primeiro sentado e depois em pé; consequentemente fazendo-o tombar para trás, o encostam na estaca vertical. Depois rapidamente encaixam o braço horizontal da cruz sobre a estaca vertical. Os ombros da vítima esfregaram dolorosamente sobre a madeira áspera. As pontas cortantes da grande coroa de espinhos o laceraram o crânio. A pobre cabeça de Jesus inclinou-se para frente, uma vez que a espessura do capacete o impedia de apoiar-se na madeira. Cada vez que o mártir levanta a cabeça, recomeçam pontadas agudíssimas. 
Pregam-lhe os pés. Ao meio-dia Jesus tem sede. Não bebeu desde a tarde anterior. As feições são impressas, o vulto é uma máscara de sangue. A boca está semi-aberta e o lábio inferior começa a pender. A garganta, seca, lhe queima, mas ele não pode engolir. Tem sede. Um soldado lhe estende sobre a ponta de uma vara, uma esponja embebida em bebida ácida, em uso entre os militares. Tudo aquilo é uma tortura atroz. Um estranho fenômeno se produz no corpo de Jesus. Os músculos dos braços se enrijecem em uma contração que vai se acentuando: os deltóides, os bíceps esticados e levantados, os dedos se curvam. Se diria um ferido atingido de tétano, presa de uma horrível crise que não se pode descrever. A isto que os médicos chamam tetania, quando os sintomas se generalizam: os músculos do abdômen se enrijecem em ondas imóveis, em seguida aqueles entre as costelas, os do pescoço, e os respiratórios. A respiração se faz, pouco a pouco mais curta. O ar entra com um sibilo, mas não consegue mais sair. Jesus respira com o ápice dos pulmões. Tem sede de ar: como um asmático em plena crise, seu rosto pálido pouco a pouco se torna vermelho, depois se transforma num violeta purpúreo e enfim em cianítico. 
Jesus atingido pela asfixia, sufoca. Os pulmões cheios de ar não podem mais esvaziar-se. A fronte está impregnada de suor, os olhos saem fora de órbita. Que dores atrozes devem ter martelado o seu crânio! 
Mas o que acontece? Lentamente com um esforço sobre-humano, Jesus tomou um ponto de apoio sobre o prego dos pés. 
Esforçando-se a pequenos golpes, se eleva aliviando a tração dos braços. Os músculos do tórax se distendem. A respiração se torna mais ampla e profunda, os pulmões se esvaziam e o rosto recupera a palidez inicial. 
Porque este esforço? Porque Jesus quer falar: "Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem". 
Logo em seguida o corpo começa afrouxar-se de novo, e a asfixia recomeça. Foram transmitidas sete frases pronunciadas por ele na cruz: cada vez que quer falar, deverá elevar-se tendo como apoio o prego dos pés, inimaginável! 
Enxames de moscas, grandes moscas verdes e azuis, zunem ao redor do seu corpo; irritam sobre o seu rosto, mas ele não pode enxotá-las. Pouco depois o céu escurece, o sol se esconde: de repente a temperatura se abaixa. 
Logo serão três da tarde. Jesus luta sempre: de vez em quando se eleve para respirar. A asfixia periódica do infeliz que está destroçado. Uma tortura que dura três horas. Todas as suas dores, a sede, as cãibras, a asfixia, o latejar dos nervos medianos, lhe arrancaram um lamento: "Meu Deus, meu Deus, porque me abandonastes?". Jesus grita: "Tudo está consumado!". Em seguida num grande brado disse: "Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito". E morre. 
O BATISMO DE "SANGUE" DOS APÓSTOLOS 
Simão Pedro: segundo a tradição foi crucificado de cabeça para baixo; André: segundo a tradição crucificado numa cruz em "X", que a partir daí levou o nome de "cruz de Santo André"; Tiago, irmão de João: decapitado (At 12:2); Tiago: segundo a tradição crucificado no Egito; Judas Tadeu: segundo a tradição martirizado na Pérsia; Felipe: segundo a tradição morreu na Frígia; Bartolomeu: segundo a tradição morreu esfolado; Mateus Levi: segundo a tradição martirizado na Etiópia; Tomé Dídimo: segundo a tradição transpassado por flechas; Simão Zelote: crucificado; Judas Iscariotes: suicidou-se após trair o seu Mestre (Mt 27:50); João: segundo a tradição o único a morrer por morte natural depois de tentarem mata-lo mergulhando-o em óleo fervente; "Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e nós devemos dar a vida pelos irmãos" I Jo 3:16. 

E NÓS RECLAMAMOS DE UM ARRANHÃO OU DE UMA BATIDA NO DEDINHO DO PÉ


sábado, 30 de abril de 2011

Peça Teatral - Via Dolorosa


A Cia Teatral apresentou a peça "Via Dolorosa" na Catedral de Guarulhos com o Pastor Luiz Morais. Mais de 150 pessoas se renderam aos pés do Senhor Jesus e se batizaram.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Profeta Velho e o Homem de Deus


O profeta velho diz conhecer toda a escritura sagrada. 
O homem de Deus vive, pela fé, as palavras contidas na escritura sagrada.




O profeta velho relembra seu passado 

para se impor no presente.

O homem de Deus vive com temor o presente 
para garantir seu futuro.



O profeta velho ouve em seu coração a voz do seu 

"eu" baseado em sua sabedoria.

O homem de Deus ouve a voz do Espírito Santo pela
 dependência da sua direção.



O profeta velho tem o olhar de malícia.

O homem de Deus tem a pureza da misericórdia.



O profeta velho vive uma rotina no seu dia a dia.

O homem de Deus vive a diferença pelo seu novo coração.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Liderança da Cia Teatral


Família constituída por Deus 
para salvar multidões

Da Fundação Casa Para o Altar da IURD

Roger Alexandre Novaes dos Santos, aos 12 anos o seu pai abandonou a sua casa em consequencia faltou-lhe até o alimento. O jovem Roger tentou até consegui um emprego mais devido as más companhias, passou a usar drogas e praticar pequenos furtos. Com o passar do tempo começou fazer assaltos maiores. Até que um dia em um assalto, foi pego pelo policia e foi levado para a Fundação Casa do Brás UIP-8 depois foi transferido para UI-36. Foi quando ele começou a frequentar as reuniões da Igreja Universal do Reino de Deus dentro da Fundação, quando conheceu o Senhor Jesus atravez da Obreira Francisca da IURD Bela Vista que o ajudou a se libertar e levou o jovem a conhecer de fato e verdade o amor do Senhor Jesus.



Roger, quando teve liberdade, a principio não quis ir para IURD, mas com o passar do tempo ele se sentia muito só, portanto chorava muito durante a noite.. então ele lembrou-se do voto que fez com o Senhor Jesus na Fundação Casa. No dia seguinte procurou uma IURD e se batizou hoje é um auxiliar da IURD para honra e gloria do Senhor Jesus.




domingo, 3 de abril de 2011

Cia Teatral na Fundação Casa

Clique Na Imagem para Ampliá-la

Cia Teatral juntamente com o Pastor Geraldo, responsável pelo Trabalho da Fundação Casa, e o Amauri ex traficante de drogas. No dia 03-04 (Domingo) Nós fomos apresentar a peça 'De quem é o seu coração (Palhaço)' na UI de Ferraz de Vasconcelos e mais uma vez, houve SALVAÇÃO naquela casa !

segunda-feira, 28 de março de 2011

EM BREVE

EM BREVE


PAIXÃO DE CRISTO ‘O MUSICAL’
NÃO FIQUE DE FORA, VENHA FAZER PARTE VOCÊ TAMBÉM 

quinta-feira, 24 de março de 2011

Como Conviver com os conflitos de dentro da Igreja?


Eu sei que o que mais tem dentro das igrejas, em geral, são pequenos conflitos entre os ' cristãos '. É um se achando melhor do que o outro, um querendo ser mais do que o outro, enfim, e diversos outros tipos! As pessoas se esquecem que nós não somos nada, e não fazemos nada, se o Espírito Santo não nos usar!

Mas como conviver com esses conflitos sem se envolver com toda a sujeira que pode até fazer com que percamos a nossa salvação?
Vamos comparar a igreja com a arca de Noé. Na Arca tinham todos os animais de todas as espécies!
Cada um com seu costume, com suas manias, enfim, um diferente do outro! 
Imagina o mal cheiro que estava lá dentro, imagina ficar num lugar onde todos comiam, bebiam, e até faziam suas 'necessidades'... Parece engraçado, mas não é! 
Antes de olhar para a sujeira da arca, lembre-se que lá fora estava muito pior. Lá fora estava tendo um dilúvio, estava uma completa podridão, onde haviam corpos espalhados por todos os lados! Pessoas que morreram por causa do pecado, da desobediência!
Antes de querer sair da Arca, analise bem: Vai querer ficar na arca, ou vai querer morrer no dilúvio?

Cia Teatral Salvando multidões

No Dia 20-03 (Domingo) a Cia Teatral apresentou a peça ' O Leilão de uma Alma ' na A. E. Carvalho, no qual o Pr Douglas se converteu a 17 anos atras com uma Peça de Teatral que o nosso Líder Adailton Santos era o Vice Líder do Grupo. Veja depoimento do Pr Douglas:



Uma homenagem a nossa liderança


Um líder, não é alguém que nasce para ser líder, mas aquele que trabalha para que todos se transformem em líderes! 
Ser um líder, é estar disposto a sacrificar-se, e dedicar seu tempo a serviço de outros!
Ser líder, é alegrar-se com a alegria daqueles que conquistam suas metas, daquele que gradua-se na faculdade...
Ser líder, é ter o brilho de alegria ao ver a felicidade de um casal apaixonado, ao ver o sucesso na vida cristã de um jovem consagrado, é festejar a conversão de um familiar de alguém da igreja por quem se vinha orando. Ser Líder é desejar o bem sem cobiçar para si absolutamente nada, a não ser a felicidade de participar desses momentos felizes!
Mas ser líder também é chorar. Chorar pela ingratidão dos homens. Chorar porque muitas vezes aqueles a quem tanto se ajudou, são os primeiros a nos perseguirem, a esfaquearem-nos pelas costas, a criticarem-nos, a levarem falso testemunho contra todo o grupo e contra vocês!
É chorar com os que choram, unindo-se ao enlutado que perdeu um ente querido, é dar o ombro para o entristecido pela perda de um amor, é ser a companhia do solitário, é ouvir a mesma história uma porção de vezes por parte do carente. Chorar com a família necessitada, com o pai do drogado, com a mãe da prostituta, com a família do traficante, com o irmão desprezado e além de tudo isso, dar a mão para ajudá-los a se levantarem!

Cia Teatral do Estado de São Paulo homenageia vocês AdailtonElisangela, por serem esses líderes! E acima de tudo, por serem nossos pais na Fé! Obrigada por vocês existirem! Aconteça o que acontecer, estaremos sempre juntos!

Cia Teatral do Estado de São Paulo


Quer fazer parte da Cia Teatral do Estado de São Paulo? Venha nos nossos Ensaios todos os domingos as 14hs na Matriz do Brás av Celso Garcia nº 499

TEATRO ' A Arte de Salvar '



Há quem diga que todos os membros do teatro caem... Somos o maior exemplo que essa é uma estatística do diabo. Nosso trabalho é bem mais do que subir no altar e fazer teatro, é levar a palavra de Deus através de nossas vidas, é renunciar a nós mesmos, a nossa vontade, o nosso querer, os nossos desejos, a nossa vida, em favor de vidas que estão no mundo a fora padecendo!


Somos um povo que não dobra os joelhos diante de Baal
Somos um povo que não se mistura com as iniquidades do mundo
Somos um povo que não se assenta na roda dos escarnecedores
Somos um povo que sabe que tem um propósito a ser cumprido, um alvo a ser alcançado, um objetivo a ser conquistado
Somos um povo que foi liberto da escuridão e das trevas e hoje vivemos sob a mais brilhante luz para iluminar aqueles que ainda vivem nas trevas.
Somos um povo que foi salvo e limpo pelo Sangue de Jesus
Somos um povo que sacrificamos as nossas vidas pelas almas!
Não importa o sacrifício, temos de estar determinados a fazer a vontade de Deus!


Seja você também como esse povo!

Download De Roteiros

http://www.4shared.com/file/ujrMG6nG/O_desnimo_que_mata.html
Peça: 'O Desânimo que mata'

http://www.4shared.com/file/fhVNBVXN/Igreja_Adormecida.html?
Peça: 'A Igreja Adormecida'

http://www.4shared.com/file/4mBnLkBA/O_Leilo_de_uma_Alma1.html?
Peça: 'O Leilão de uma Alma'

http://www.4shared.com/document/dTMJ5Tqp/Pea__O_PALHAO.html?
Peça: 'De quem é o seu coração' (Palhaço)

http://www.4shared.com/document/F5JdwoLD/Pea_o_retorno_do_filho_prdigo.html
Peça: ' O Retorno do Filho Pródigo'

http://www.4shared.com/get/Ux2vOxxX/Pea_Teatral_Porque_existe_a_ou.html
Peça: 'Por que existe uma outra na vida de um homem?' 

http://www.4shared.com/get/BSaLljlk/Pea_Teatral_O_Juzo_Final.html
Peça: 'O Juizo Final'


 http://www.4shared.com/get/z82lI0H_/TEATRO.html
Peça: ' Mãos Vazias '

sexta-feira, 18 de março de 2011

Peça Teatral ' Os Mascarados '

Assistam a Peça  ' Os Mascarados '

PARTE I

PARTE II

Centenas de almas salvas na Catedral de Guarulhos

Na última quarta feira (26-01) a Cia Teatral do Estado de São Paulo apresentou a peça Via Dolorosa. No final da peça um ex pr que estava afastado voltou pra igreja, e muitas outras almas se renderam aos pés Do Senhor Jesus… Veja no vídeo abaixo o que o Pr Luiz Morais tem a dizer do Trabalho da Cia Teatral…